Mais Haritoff

O leitor Rômulo Marinho comentou o texto de Elio Gaspari sobre o conde Maurício Haritoff, publicado aqui há dois meses, e adicionou preciosas informações e/ou correções a ele. Estou publicando exatamente como ele escreveu.

A minha tia, irmã da minha mãe, casou-se com o neto do conde Maurício Haritoff e teve quatro filhos, todos com descendência carregando o sobrenome Haritoff. O Ivan mencionado no artigo, que morreu, era tio do meu tio, e minha mãe o conheceu quando ele freqüentava a casa da minha tia. Depois desapareceu e ninguém nunca soube do seu paradeiro.

Sobre a “negra” Regina houve um equívoco muito grande, talvez na ânsia de romantizar ainda mais a história e torná-la mais atrativa aos olhares brasileiros, dizendo que ela era negra e ex-escrava. Minha mãe a conheceu também e ela era filha de índios, e não de negros, e nunca havia sido escrava. Era filha de um empregado da fazenda, tinha traços finos, olhos puxados e cabelos escorridos.

Quando eu era criança ouvi varias histórias contada por minha tia. E a mais intrigante era que esse homem excêntrico tinha um mordomo na casa grande da fazenda Aliança, que servia a mesa e abria a porta, e que era um macaco. Isso mesmo: um macaco.

Se era um chimpanzé grande ou um gorila eu não sei, mas só sei que numa noite chuvosa um casal de amigos veio visitar o conde, e quando seu mordomo (o macaco) abriu a porta a mulher se assustou, e seu marido atacou o macaco com seu guarda-chuva. Para evitar a ira do macaco o conde Maurício acertou-lhe um tiro matando-o. A partir de então ele cortou relações com esse casal causador de muita magoa pela morte de seu adorado mordomo.

Sobre a fazenda que o conde, sua Nicota, e depois dona Regina e seus filhos moraram, era a Santa Aliança, em Piraí e nao em Barra do Piraí, embora os Breves possuíssem muitas fazendas em Barra também.

A casa deles em Laranjeiras atualmente é, salvo engano, a escola Rodrigues Alves, e não José de Alencar. A casa, embora preservada, encontra-se completamente descaracterizada, não mantendo nem um pouco da suntuosidade que possuía na época em que residiram lá.

Os descendentes do conde e de dona Regina encontram-se morando em Niterói e no Rio.

Anúncios

Sobre Marcus Pessoa

Alguém em busca de mais vida offline.
Esse post foi publicado em Citações, História, Sociedade. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Mais Haritoff

  1. Luis Augusto de Lima disse:

    Mais lenha nessa fogueira dos Haritoff. Minha bisavó gabava-se de ser a primeira “Vera” registrada no Brasil. O nome de batismo dela foi uma homenagem a Vera Haritoff de quem era parenta indireta, pois que era filha de Gustavo Adolpho de Suckow e Rita Clara Breves Monteiro de Barros. Era neta do Major Suckow, fundador do Jóquei Clube Brasileiro e dono de uma empresa de transportes públicos na corte (“o Major dos carros”).
    Mais tarde, D.Vera de Suckow tornou-se a senhora Antonio Augusto de Lima (1859-1934), poeta, político, deputado federal, ex presidente do Estado de Minas Gerais (1891)e membro da Academia Brasileira de Letras (presidente em 1928).

  2. Paullo Soares disse:

    Gostaria mto de conhecer a Senhora Maria Luiza Leão, atual proprietária da Fazenda Bella Aliança, afinal um de meus sonhos é conhecer o casarão, mesmo que seja por fora.

  3. Thereza de Paula disse:

    Meu interesse é sobre os franceses que foram trabalhar na Fazenda Bela Aliança no século XIX, minha trisavó Jeanne Tignac faleceu nessa fazenda e lá foi sepultada, seu marido Pierre Mouty casou-se com outra francesa da família Bayle e foram para Minas Gerais. Se alguém tiver informações ou fotos sobre os franceses, que foram trabalhar na fazenda em substituição aos escravos por favor entre en contato, estamos elaborando um livro com a ajuda de Pascale, historiadora de Périgord, aliás seu nome consta do artigo de Affonso Romano de Sant’Anna.

  4. Katarina disse:

    No livro de Mary Del Priori, fala se sobre uma filha chamada Bebiana Haritoff dos Santos, do Conde com alguma mulher das redondezas que nao se explica direito nem os sites de pesquisa.
    Alguem sabe sobre algo?

  5. Katarina disse:

    Alguem sabe i formar sobre Bebiana Haritoff dos Santos, comentada no livro de Mary del priori?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s