Bastard pop, mash-ups

Pra quem não clicou no link sobre bastard pop no post passado ou não lê em inglês: esse “gênero” musical é a junção de duas músicas diferentes formando uma terceira — normalmente usando métodos digitais. Com a internet e os programas de troca de músicas, virou uma febre. O mais legal é quando são músicas bem conhecidas, pois a gente se espanta e até mesmo cai na risada com as misturas malucas que esse pessoal inventa.

Uma correção: lá embaixo em falei em smash-ups, mas o correto é mash-ups. Eu fiz a confusão por ter lido que a colaboração entre Linkin Park e Jay Z era uma “colisão”.

Abaixo tem dois exemplos muito bacanas de bastard pop, ambos usando Song 2, o arrasa-quarteirão do Blur. No primeiro a base fica intacta e apenas o vocal é trocado (foi isso que Madonna fez, cantando Hung Up sobre um trechinho do arranjo original de Feel Good Inc dos Gorillaz). No segundo há uma junção dentro do próprio arranjo. Clique para ouvir.

Blur vs. Madison Avenue – Don’t Call Me Song 2
Blur vs. Cassius – My Feelings for Song 2

Anúncios

Sobre Marcus Pessoa

Alguém em busca de mais vida offline.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s