XXY

Alex e seu pai, em XXY

XXY é o filme indicado pela Argentina para a disputa do Oscar de filme estrangeiro de 2008. Foi exibido sem nenhum alarde no Festival do Rio; espera-se que, com a indicação, ele possa ser apreciado como o filme sensível e surpreendente que é.

– Diga algumas palavras e situe tudo, não é difícil.

– OK. A jovem Alex é hermafrodita, e não há muito o que se possa fazer em relação a isso.

Pronto, já temos a história. Os conflitos, a angústia, as dúvidas, tudo meio reprimido, porque é uma jovem bonita vivendo num local isolado, e pra todos os efeitos está tudo normal. Há um elefante cor-de-rosa bailando na sala de jantar, mas todos tentam se acostumar.

Talvez fosse melhor assim. Pensar nisso como um não-evento. Alex não quer mudar nada. Não quer tomar remédios, não quer fazer cirurgia, não quer escolher. Mas os adultos precisam de escolhas. Os adultos ficam lá, falando, racionalizando, e os jovens tentando dizer algo com seus silêncios.

Porque há outros jovens, um deles, Alvaro, um rapaz frágil que se enreda na confusão que Alex cria apenas por existir. A moça transforma a sexualidade de todos ao seu redor mesmo quando não há sexo envolvido.

É um filme meio bruto e um tanto árido. Há metáforas sanguinolentas; há um cirurgião plástico e também um biólogo que autopsia animais; e Alvaro é vegetariano como se dissesse, “não faço parte disso”. Não será defesa suficiente, é claro.

Em resumo: mais uma prova do desassombro da cinematografia de nossos vizinhos.

O filme ainda não tem previsão de estréia no Brasil, mas os paulistas poderão vê-lo na Mostra Internacional, que começa no próximo dia 19 (as datas das sessões ainda não estão definidas). Pra quem não é de São Paulo, há o eMule e o Open Subtitles que não nos deixam na mão.

Anúncios

Sobre Marcus Pessoa

Alguém em busca de mais vida offline.
Esse post foi publicado em Cinema. Bookmark o link permanente.

4 respostas para XXY

  1. Andréa N. disse:

    Ai, ai, ai, eu quero ver esse filme, mas não quero filme melhor que “O Ano”, pô! Quero que a gente ganhe esse tal de Oscar, que já está pendendo faz muito tempo. :)

  2. Telma disse:

    Marquinhos, vou baixar esse filme, adoro filmes assim, mas como a Andréa aí de cima falou, “O Ano” tem que levar, aquele filme foi feito com uma delicadeza ímpar. Valeu pela indicação !!!
    Beijos

  3. Gabs disse:

    que bom que vc gostou!
    ótima dica de filme ^^

  4. Telma disse:

    Gostei muito filme!
    Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s