A raposa na casa de chá

As gravuras deste post fazem parte de um lindo trabalho de arte digital: Tea House, um dos melhores temas que o Google disponibiliza para sua página personalizada, o iGoogle.

O iGoogle é a busca do Google junto com outras ferramentas úteis que podem ser inseridas numa área de trabalho integrada. Uma que me foi muito útil nos meses loucos que passei em São Paulo ano passado foi a previsão do tempo, porque eu sou de um lugar onde sempre faz calor, e a única variação é que no meio do ano chove todo dia e no fim do ano chove o dia todo. Eu tinha que pôr sempre na cabeça que em São Paulo as coisas são diferentes. No iGoogle a gente também põe notícias, tradutor, conversor de moedas, etc.

Mas eu não queria falar dele, e sim, da casa de chá. Porque esse tema mostra apenas a vida passando, e eu ainda fico espantado de o quanto isso me deixa contente e aconchegado. As gravuras do cabeçalho do iGoogle vão mudando ao longo do dia, e a raposa dona da casa de chá dorme, acorda, trabalha, faz suas refeições, toca música, medita, e no outro dia as coisas vão acontecendo de novo.

Me sinto aconchegado porque esse último ano foi o ano mais estranho de toda a minha vida. Foi o tempo em que fiquei sem casa, sem emprego, sem computador, sem blog e sem mãe. Não estou fazendo drama; nunca usarei meu blog para reclamar da vida, pois, como disse antes, só tenho a agradecer tudo o que Deus me deu. Inclusive porque esses foram também tempos de paixão, de felicidade louca e totalmente inconsequente.

Só estou querendo situar a total falta de referências em que me vi metido. Me percebi mudado, não ligando pra nada mais que pensassem de mim. Talvez todo o meu esforço de ser uma “boa pessoa” fosse no fundo um desejo de agradar a dona Amparo. Com ela partindo, não estou mais nem aí pra nada, e até fico um pouco assustado com a minha autossuficiência.

Então, o aconchego da casa de chá é porque eu, depois de dar a volta ao mundo, ou pelo menos, ao meu mundo, estou de novo em processo de descer a âncora, e a rotina suave da raposa me enleva. Não deveríamos nos preocupar com a rotina, se esta é apenas feliz. Eu busco a calma necessária para observar a grama crescer, e depois cortar.

Nos tempos estranhos, essa promessa íntima era renovada toda vez em que, em lan houses ou na casa de amigos, eu acessava o iGoogle, pois ele me era muito necessário, pra coisas simples como guardar números telefônicos ou informações importantes. Eu não podia confiar em agendas, papéis, etc. É como se houvesse um Katrina atrás de mim, mandando pro espaço todo lugar onde eu pousasse. Eu tinha que andar com muito pouca bagagem. Mas a casa de chá estava lá, em algum lugar, e eu sabia que a encontraria.

De certa forma, eu já a encontrei. Estou feliz, e quis dividir isso com vocês. E, claro, avisar também que o blog voltou.

Anúncios

Sobre Marcus Pessoa

Alguém em busca de mais vida offline.
Esse post foi publicado em Reflexões, Relatos. Bookmark o link permanente.

3 respostas para A raposa na casa de chá

  1. Gerson Silva disse:

    “A rotina é feliz”, gostei da idéia, as vezes concordo com isso porque a rotina me dá uma espécie de segurança, tenho medo de algumas mudanças, principalmente as bruscas. Mas é verdade que os dias que correm tranquilos um atrás do outro podem ser muito felizes. Lembrei do lugar descrito na música “Vilarejo” da Marisa Monte, a letra e sua musicalidade me trazem uma paz feliz. Então felicidades!!!

  2. Rafael disse:

    Parabéns, Marcus.

    E bencindo de volta. :)

  3. Nanda disse:

    Oi, sei que o post é velho mas vamos lá, podes me dizer como tu salvou as imagens da raposa sem o logo de google? Estou querendo salvar todas, mas sem o logo atrapalhando! Brigada desde já! ;*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s